BLOG ESTÚDIO KI

Tudo sobre produção de vídeo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no tumblr
Tumblr

Tutorial para criar uma estratégia de Vídeomarketing de sucesso

Grandes corporações mundiais investem anualmente volumosas somas de dinheiro na produção de conteúdo para internet, principalmente vídeomarketing. O problema é que nem sempre a verba investida consegue gerar os resultados esperados. Nesse tutorial você encontrará algumas dicas que te auxiliarão a criar e promover um vídeomarketing de sucesso.

Tutorial: Dicas para uma estratégia de vídeomarketing de sucesso

1 – A divulgação é mais importante do que a criação.

Como já dito anteriormente, grandes marcas mundiais investem bilhões na criação de vídeos para exibição on-line. Infelizmente, isso nem sempre se traduz em bons resultados, pois boa parte desses vídeos recebem menos de 1.000 visualizações no YouTube.

Portanto, o sucesso de um vídeo não está associado ao dinheiro gasto na sua produção, mas sim à criatividade na forma de transmitir a mensagem, e no modo de promover e entregar ao seu público o conteúdo que realmente importa.

2 – Conteúdos em vídeo postados no YouTube tem uma longa vida útil.

Vídeos postados no YouTube por grandes marcas, atingem cerca de 60% das visualizações somente após 3 semanas da sua publicação. Já os vídeos postados em redes sociais, começam a ganhar curtidas imediatamente após a postagem. No entanto, vídeos postados em redes sociais, caso não sejam amplamente compartilhados, tendem a desaparecer em menos de um dia, devido ao grande número de postagens diárias dos seus usuários.

Um bom exemplo disso é um vídeo de um “Flash Mob” gravado no natal de 2018 no Shopping Maringá Park, na cidade de Maringá – Pr. O vídeo foi postado em dezembro de 2018 no canal do Shopping no YouTube. O link do vídeo foi compartilhado nas redes sociais do Shopping, e graças ao compartilhamento dos usuários das redes, o vídeo viralizou e atingiu mais de 4 (quatro) milhões de visualizações, com 36 mil likes. A campanha em torno do vídeo foi tão bem feita que, ainda hoje o vídeo é compartilhado no Facebook e no Whatsapp. No entento, se o vídeo não estivesse disponível no canal do YouTube para as pessoas pesquisarem, provavelmente teria desaparecido da internet em pouco tempo.

3 – Quanto mais vídeos postados no canal, mais visualizações.

Da mesma forma que um ponto comercial físico é mais valorizado pelo volume de pessoas que o frequentam, um canal do YouTube é valorizado pelo seu número de inscritos. Afinal, quanto maior o número de inscritos, maior o público alcançado a cada vídeo lançado.

Para atrair inscritos para o canal, em primeiro lugar é necessário que o mesmo tenha conteúdos fartos e relevantes para o seu público. Esse conteúdo deve ser apresentado em vídeos bem produzidos e atrativos, organizados por assuntos em playlists, e deve estar sempre atualizado. Assim, é fundamental que sua empresa se dedique a produzir e compartilhar vídeos regularmente.

Para conseguir essa regularidade de postagens dos vídeos, as grandes corporações geralmente têm equipes internas ou agências contratadas que cuidam de todo o marketing.

Os micro e pequenos negócios também devem postar de forma constante, porém, não devem se preocupar em postar tantos vídeos quanto as grande corporações, pois, de nada adianta entregar uma grande quantidade de vídeos com baixa ou nenhuma qualidade.

Então, ao planejar a quantidade de vídeos que serão postados, bem como a frequência das postagens, a empresa deve avaliar a sua capacidade financeira e operacional para produzí-los. Ou seja, frequência é importante, mas conteúdo é muito mais.

4 – Sem um canal, sua empresa não está fazendo marketing no YouTube

Sem um canal, sua empresa estará apenas postando vídeos na plataforma. Para fazer marketing de verdade no YouTube, em primeiro lugar é preciso criar o canal para sua empresa.

Abaixo seguem algumas dicas para potencializar o seu canal do YouTube dentro da sua estratégia de vídeomarketing:

# Otimize o seu canal de forma a tornar fácil para os clientes encontrarem sua empresa.

Dentro da plataforma do YouTube é possível encontrar uma ampla gama de conteúdos educativos, tais como tutorial para fazer maquiagem, tutorial para fazer artesanato, tutorial para customizar roupas, tutorial para utilização de softwares, clipes musicais, trechos de filmes, vídeos de entretenimento, etc..

Assim, é fundamental que o seu canal se identifique como sendo um canal empresarial que apresenta conteúdos próprios, organizados em playlists específicas de acordo com o tema. Isso, além de passar uma imagem de empresa organizada, facilita a procura por parte de seus clientes pelo conteúdo desejado.

# Ter um canal no YouTube possibilta à sua empresa interagir com seus clientes ativos e conhecer clientes em potencial.

Interação com os clientes ativos

Um canal no YouTube pode ser encarado como um espaço de atendimento ao consumidor, pois, através dos cometários feitos nos vídeos sobre os produtos/ serviços da empresa, é possível saber a opinião do seu cliente. Certamente existirão “haters” que sempre farão comentários maldosos, mas elogios e críticas construtivas podem ajudar a entender as necessidades de quem adquiriu ou pretende adquirir um item. 

Conhecendo clientes em potencial

Todos os vídeos têm um botão chamado “Insight“, onde o administrador do canal tem acesso à dados demográficos sobre quem visualiza as publicações. A partir de tais informações, fica mais fácil direcionar as ações de marketing digital da empresa a fim de torná-lo mais eficiente para o atendimento aos consumidores em potencial. Portanto, faça uso desta ferramenta gratuita que o site disponibiliza.

# Possibilidade de divulgação de outros itens da marca para quem já está disposto a comprar

Atualmente, muitas pessoas buscam na internet, vídeos sobre produtos e serviços que desejam adquirir. Provavelmente, ao realizar essa busca, essas pessoas já têm a intenção de comprar, faltando apenas conhecer detalhes sobre o produto/ serviço. Dessa forma, ter um canal que funcione como uma “vitrine” divulgando todos os produtos da marca expostos, torna possível despertar no consumidor, interesse por outros itens da marca.

# Crie conteúdo de valor que fortaleça sua marca e torne sua empresa uma autoridade na sua área de atuação.

Além dos vídeos sobre produtos e serviços que produz ou comercializa, sua empresa deve postar em seu canal, vídeos com conteúdos relevantes sobre a sua área de atuação. Com isso, conseguirá o reconhecimento por parte do seu público como autoridade nos assuntos pertinentes ao seu mercado.

# Seu canal do YouTube pode e deve ser integrado à outras mídias.

Compartilhar os vídeos do YouTube nas suas redes sociais tornam suas publicações mais interessantes. Isso porque texto e audiovisual se complementam para passar uma ideia a respeito do produto/ serviço ofertado. Coloque na descrição dos vídeos os links do site da empresa, dos perfis em outras plataformas e das páginas de promoção do produto/ serviço.

# A publicação de vídeos no YouTube é gratuita.

Como dito anteriormente, um canal no youtube pode ser encarado como uma “vitrine” onde estão expostos vídeos sobre os produtos/ serviços da empresa. 

Diferente da mídia tradicional, onde é necessário pagar para fazer propagandas, o YouTube possibilita a divulgação de vídeos gratuitamente. Assim, a sua empresa poderá divulgar todos os produtos num só lugar com custo zero. Os únicos investimentos que devem ser feito pela empresa consistem apenas na produção e divulgação do vídeo.

# Possibilidade de criar vídeos mais longos do que os usados nas mídias tradicionais.

Para publicar vídeos no YouTube não há necessidade de “comprar um espaço para publicação” como nas mídias tradicionais. Dessa forma, não há limitação no tempo dos vídeos publicados, e portanto, você poderá fazer vídeos com a duração que desejar para apresentar, divulgar ou explicar seus produtos ou serviços.

# Mini tutorial para criar o canal da sua empresa no YouTube

Apesar de ser muito fácil criar um canal para sua empresa no YouTube, resolvemos colocar nesse tutorial um passo a passo para te ajudar nessa tarefa:

O primeiro passo é acessar o YouTube. Em seguida você deverá fazer login em sua conta. Caso não tenha uma conta, será necessário criar uma.

Após acessar sua conta, o segundo passo é clicar no ícone em forma de engrenagem para as configurações de sua conta no YouTube. Na janela que se abrirá, clique em “Criar um novo canal”.

Em seguida clique em “Usar um nome de empresa ou outro nome”. Adicione o nome da sua Marca e clique em criar. Pronto! O canal da sua empresa está criado!

Preenchendo a seção “Sobre”

Para que seu canal funcione de fato como um canal de marketing, você deverá preencher a seção “Sobre“.

É nessa seção que você deverá descrever a sua marca e o que os internautas podem esperar ver no seu canal. Na seção sobre você poderá adicionar também, links para o site da sua empresa e para as suas redes sociais. Esta descrição vai aparecer em mais do que um local no seu canal, por isso se certifique de preenchê-la de forma a causar a melhor impressão possível!

Torne seu canal mais bonito

Sempre que você acessar um canal do YouTube, a primeira coisa que vai te chamar a atenção é uma grande faixa na parte superior, contendo uma imagem e o nome do canal. Essa faixa é chamada de capa do canal.

Você poderá usar em seu canal a foto ou imagem de capa que quiser, mas deverá se atentar à questão dos direitos autorais da imagem. O tamanho padrão para imagens de capa no YouTube é 2560 x 1440 pixels e um tamanho máximo de arquivo de 4MB.

Lembre-se de adicionar o logotipo da sua empresa ao “criar” sua imagem de capa, pois o banner do canal é o melhor local para promover sua marca. Também é possível adicionar à sua imagem de capa, os links para as suas redes sociais. Assim, aproveite esse espaço para promover a sua marca.

5 – Quando se trata de marketing digital, o SEO é o mais importante

Quando se trata de conteúdos digitais (incluindo vídeos), é fundamental fazer a sua otimização para os motores de busca (SEO – Search Engine Optimization).

Motores de busca nada mais são do que sites que disponibilizam uma ferramenta que procura sites, imagens, vídeos, áudios e demais documentos existentes na internet com base nas palavras-chave fornecidas pelo utilizador.

Atualmente, o maior e mais conhecido motor de busca da internet é o Google. O YouTube é a plataforma de compartilhamento de vídeos pertencente ao Google

Assim, os algotítimos que são utilizados para encontrar os documentos buscados pelos usuários tanto no Google, quanto no YouTube funcionam de forma semelhante. Ou seja, ao otimizar os seus vídeos para o YouTube, eles também serão facilmente encontrados pelo Google.

Saiba quais são as melhores práticas de SEO para melhorar os resultados dos seus vídeos.

6 – Nem todos os vídeos precisam ser virais

É claro que todo mundo que cria e compartilha vídeos na Internet deseja que esses vídeos viralizem, e se tornem conhecidos mundialmente. Mas de forma alguma uma deve-se empregar esforços na produção de um vídeo, exclusivamente com o intuito de que isso aconteça, pois isso poderá tirar o foco da equipe de marketing da criação de novos conteúdos que possam ser mais relevantes ao seu público alvo.

7 – Alguns conteúdos em vídeo podem ser sensíveis ao tempo

Conforme já dito nesse artigo, para atrair inscritos para o canal é necessário que a empresa poste vídeos com frequência, e mantenha os conteúdos disponíveis sempre atualizados.

Vídeos criados a partir de eventos realizados offline

Entretanto, vídeos criados a partir de eventos realizados offline tais como confraternizações, palestras, treinamentos, etc., têm se tornado cada vez mais comuns dentro das estratégias de marketing empresarial. Isso ocorre devido à sua capacidade de tornar o evento atemporal, ou seja, qualquer pessoa que deseje, relembrar, analisar, criticar, ou até mesmo saber como foi o evento por simples curiosidade, poderá acessar a gravação em qualquer data após seu término.

É importante lembrar que a maioria dos eventos corporativos são realizados de forma periódica, e, dessa forma, a cada nova edição de cada um desses eventos, o conteúdo referente a eles deverá ser atualizado no canal do YouTube.

Vídeos para apresentação de produtos e serviços

Uma outra situação com a qual a empresa deve se preocupar em relação a atualização do conteúdo disponível no YouTube, são os vídeos de apresentação de produtos e serviços. Uma vez que um produto ou serviço já tenha sido apresentado, e o público já tenha se familiarizado com ele, o vídeo “perde sua função”. Assim, a cada apresentação de novos produtos ou serviços, ou ainda apresentação de novas versões de produtos ou serviços já existentes, o conteúdo disponível no YouTube também deverá ser atualizado.

Vídeos de eventos realizados online

Por último, mas não menos importante, a empresa deve sempre estar atenta a conteúdos referentes a eventos realizados online, como por exemplo, um webinar.

Para quem não está familiarizado, um webinar nada mais é do que uma conferência com o propósito educacional realizada online. Nesse tipo de evento, o palestrante expõe o conteúdo enquanto os participantes apenas assistem. A interação dos participantes tanto com o palestrante, quanto entre si se dá exclusivamente através do chat. O webinar é gravado em tempo real, e poderá ser disponibilizado para acesso do público imediatemente após seu término.

No entanto, da mesma forma que os eventos presenciais, eventos virtuais também necessitam de atualização periódica dos temas apresentados. Assim, a cada novo webinar sobre o mesmo tema, o conteúdo deve ser atualizado no canal.

8 – O Branding é fundamental para o sucesso na construção e promoção da sua marca

Branding ou brand management é um conjunto de estratégias que devem ser adotadas para construir e promover a imagem de uma marca. O branding compreende desde a criação da identidade visual da marca (nome, logotipo, etc.) até a seleção das imagens que quando utilizadas, remetam os consumidores à essa marca, provocando  sentimentos positivos em suas mentes.

Assim, uma vez que os vídeos podem ser publicados em diversas plataformas de compartilhamento, e incorporados em páginas espalhadas por toda a internet, é sempre uma boa ideia deixar uma marca em seus vídeos de uma maneira a indicar a origem do conteúdo.

Nesse sentido, você poderá inserir uma marca d’água do logotipo ou marca da sua empresa num canto da tela para identificar sua empresa. Também é possível inserir nos seus vídeos (geralmente no final), um botão chamando o consumidor para a ação. Essa ação pode ser a compra de um produto ou serviço, a divulgação de um material promocional sobre a empresa, a divulgação de outros produtos, e muito mais.

9 – O vídeo torna mais fácil o entendimento de mensagens complexas

Conteúdos em vídeo tem alto poder de engajamento e persuasão, já que é possível explicar até mesmo conceitos complexos de um jeito fácil de entender, por meio de vídeos curtos e bem elaborados.

A grosso modo, isso pode ser explicado pelo fato de que uma unica imagem é capaz de representar uma ideia. Só para exemplificar, qualquer criança, mesmo ainda não alfabetizada, ao passar por um enorme “M” amarelo consegue saber que lá é um Mc Donald’s.

Agora imagine a seguinte situação: Um vídeo comum é apresentado com uma taxa de 30 frames (imagens) por segundo. Em um minuto temos 60 segundos, o que nos dá 1.800 imagens por minuto. Segundo o ditado, “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Se multiplicarmos 1.800 imagens por 1.000 palavras, chegamos a um total de 1.800.000 palavras por minuto de vídeo.

Sendo assim, fica a pergunta: Quantos artigos teriam que ser escritos para atingir esse volume de palavras?

Esperamos que sua empresa aproveite os “ensinamentos” contidos nesse tutorial e tenha sucesso utilizando vídeos na execução das suas estratégias de marketing.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no tumblr